notícias

Iraque: cristãos ainda retornam com medo para suas comunidades

Iraque: cristãos ainda retornam com medo para suas comunidades

11

junho

Iraque: cristãos ainda retornam com medo para suas comunidades   Mesmo passados 5 anos da ocupação do Iraque pelo Estado Islâmico, muitos iraquianos ainda se sentem inseguros em retornar às suas cidades   A ocupação de três anos do Estado Islâmico da cidade de Mosul, região norte do Iraque, e de suas aldeias vizinhas, terminou há quase dois anos. No entanto, a cidade e seu pequeno número de cristãos permanecem vulneráveis. Em maio, o governo iraquiano anunciou que irá armar os moradores de 50 aldeias ao redor de Mosul, para que a população possa se proteger contra os combatentes do EI que continuam ativos no país. O Estado Islâmico reivindicou recentemente a responsabilidade por incêndios em centenas de acres de terra no norte do país, destruindo plantações que os extremistas dizem ser "propriedade de infiéis". A falta de segurança e a instabilidade fazem com que os cristãos hesitem em voltar para suas casas e comunidades. Desde a queda de Saddam Hussein, em 2003, o número de cristãos no Iraque diminuiu. As estimativas dos cristãos que restam no país variam de 200.000 a 250.000, os quais chegavam a 2 milhões. "O cristianismo no Iraque está perigosamente perto da extinção", afirmou o líder religioso Bashar Warda durante uma visita ao Reino Unido no mês passado. “Após 1.400 anos de perseguição, os cristãos do Iraque podem ter chegado ao fim da estrada”, disse ele. Cristãos iraquianos que decidem retornar ao seu país enfrentam muitos desafios. Casas e infraestruturas foram destruídas e, ainda, existe o medo constante de possíveis ataques do EI ou das milícias sectárias. De acordo com o World Watch Monitor, Salim Harihosan, um morador cristão, afirma que se arrependeu de ter voltado para sua cidade natal, Bartella, a 23 km de Mosul. Isso porque, embora sua casa tenha sido reconstruída com a ajuda de uma ONG, ele se sente inseguro. “É uma situação psicológica… eu vou ao mercado e ouço coisas, que talvez isso ou aquilo aconteça”, disse ele. “Essas coisas brincam com a mente das pessoas que moram aqui”, complementa. Além disso, frequentemente, os cidadãos de Bartella descrevem incidentes de assédio e intimidação, segundo relatos.  Participe da reconstrução do Iraque Hoje, o Iraque ocupa a 13ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019. E, mesmo diante da situação atual, muitos cristãos precisam de ajuda para reconstruir casas e igrejas no país. Por meio da sua doação isso é possível. Entenda mais sobre o projeto, envolva-se com a causa e ajude a reconstruir o Iraque.   Pedidos de oração
  • Clame a Deus para que o Estado Islâmico perca sua influência no Iraque, e os ataques contra cristãos sejam reduzidos.
  • Peça que os cristãos tenham força e coragem para retornarem às suas comunidades e reconstruírem um novo país para seus filhos.
  • Interceda pelos cristãos e por todos os iraquianos que permanecem refugiados, e desejam voltar para suas terras.
Fonte: Portas Abertas

visitante

1 6 5 1 8

envie seu comentário...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar

peça seu som...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar