Cristão é agredido por colegas militares no Tajiquistão

informativo

Cristão é agredido por colegas militares no Tajiquistão O ex-muçulmano foi internado com fratura no queixo e aguarda decisão de oficiais sobre agressões sofridas no quartel   Ser cristão e compor o exército de um país de maioria muçulmana pode ter consequências difíceis. O jovem ex-muçulmano Bayram* enfrenta perseguição de outros colegas e dos militares de patentes mais altas no Tajiquistão. Em 2018, ele foi levado para outro estado, onde os militares descobriram a fé dele, pois estava lendo a Bíblia. Desde então, o cristão começou a ser humilhado, oprimido e forçado a negar a crença de que Jesus é o filho de Deus. Bayram se manteve firme na fé e por isso foi agredido e proibido de ter folgas uma vez por semana, como os demais recrutas têm. Os pais do jovem também são cristãos ex-muçulmanos e não puderam mais se comunicar com o filho desde que o celular dele foi confiscado. A única maneira de manter contato foi através de cartas, mas todas elas eram checadas e algumas, jogadas no lixo. Os colaboradores da Portas Abertas conheceram Bayram e visitaram-no enquanto estava em serviço. Durante uma reunião com os oficias da unidade militar, as autoridades foram convencidas a liberar o jovem no feriado seguinte. Então, o cristão foi ao culto e compartilhou os desafios que estava vivendo com os irmãos e irmãs. Todos se reuniram em oração pelo soldado e procuraram encorajá-lo. Meses depois, o líder da igreja foi visitar um outro recruta cristão na mesma base militar e foi informado de que Bayram estava em um hospital. Durante a visita ao cristão ex-muçulmano, o irmão soube que o jovem estava com o queixo quebrado por causa das agressões de outros soldados. Um oficial de segurança foi até Bayram para descobrir o motivo e as circunstâncias do incidente. Os familiares e líderes da igreja aguardam detalhes das condições do jovem e o resultado da investigação. *Nome alterado por segurança. Pedidos de oração Interceda pelo restabelecimento físico, espiritual e emocional de Bayram. Para que ele seja fortalecido e não desista de confiar na justiça de Cristo. Ore para que os oficiais das mais altas patentes sejam justos ao punir os agressores do jovem. Clame para que os pais do jovem sejam consolados pelo Senhor e tenham esperança de dias melhores para a família. Peça que Deus fortaleça os cristãos no Tajiquistão que enfrentam perseguição por causa da fé em Jesus, principalmente os ex-muçulmanos. Fonte: Portas Abertas

Compartilhe